sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Segurança empossa novo delegado geral e gestores da Polícia Civil



O secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, empossou nesta quinta-feira (29) novos gestores da Polícia Civil da Paraíba. A instituição passou a ter à frente João Alves de Albuquerque como delegado geral. O delegado geral adjunto da instituição continua sendo Isaías José Dantas Gualberto.
                          
Também foram empossados em solenidade que aconteceu na Academia de Polícia Civil (Acadepol) os novos superintendentes da 1ª e 2ª Regiões Integradas de Segurança Pública (Reisp), sediadas em João Pessoa e Campina Grande, delegados Marcos Paulo dos Anjos Vilela e Luciano Carvalho. Assume ainda nova função o delegado Walber Virgolino, que é o novo titular da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil, sediada em Guarabira.  Carlos Alberto Ferreira da Silva, ex delegado geral, assume a Gerência de Armas e Munições da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds).

João Alves destacou o trabalho realizado por seu antecessor e frisou a importância da integração da Polícia Civil com outras instituições no enfrentamento à violência. “A união também tem que acontecer externamente e internamente, com a comunicação eficiente entre as delegacias e todos os servidores que compõem a instituição, a fim de identificar e prender criminosos. Além disso, temos que continuar primando pelo bom atendimento e zelo ao patrimônio público”, afirmou. O delegado geral ainda falou da importância de denúncias feitas pela população ao 197, Disque Denúncia da Seds. Segundo ele, a participação da sociedade tem contribuído para as investigações e elucidação de crimes.
 
Para o secretário da Segurança, Cláudio Lima, os novos gestores tem como missão a continuidade do trabalho já executado pelo Programa Paraíba Unida pela Paz, cujo principal objetivo é a redução dos crimes contra a vida e contra o patrimônio no Estado. O secretario destacou as cidades em que houve redução de homicídios, a exemplo de João Pessoa, Cabedelo e Santa Rita, e falou sobre as operações que resultaram na prisão de criminosos com o apoio do Ministério Público e Poder Judiciário.

Participaram ainda da solenidade comandantes da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, o deputado João Gonçalves, representando Assembléia Legislativa, o superintendente do Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran), Aristeu Chaves, o superintendente de Polícia Federal na Paraíba, delegado Nivaldo Farias, e ainda a juíza Conceição Marsicano, representando o Poder Judiciário, e o promotor Glauberto Bezerra, o Ministério Público Estadual.

Governo prorroga pagamento do IPVA até 6 de fevereiro


O Governo da Paraíba prorrogou o prazo do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para o dia 6 de fevereiro. Os proprietários de veículos com placas terminadas em 1 e 2 terão, agora, um novo prazo para efetuar o pagamento do tributo com desconto de 10% na opção da cota única ou no parcelamento em até três vezes. A Secretaria de Estado da Receita Estadual vai publicar neste sábado (31), no Diário Oficial do Estado, uma portaria com a nova data limite de pagamento.
O adiamento é devido aos atrasos na entrega dos boletos do IPVA nas residências dos contribuintes paraibanos. Para evitar prejuízos, o Governo decidiu adiar por uma semana o pagamento, garantindo as opções do desconto e do parcelamento sem acréscimos de multas ou juros.
A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos firmou convênio com o Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) para enviar os boletos. Somente para as placas 1 e 2 estavam confeccionados 125.653 boletos, sendo 48.731 de carros e 66.922 de motocicletas.
Contudo, caso o boleto do IPVA não tenha chegado à residência até o dia 6 de fevereiro, o proprietário deverá imprimir pela internet no portal do Detran-PB. Basta informar os números completos da placa do veículo e do Renavam no link http://www.detran.pb.gov.br/index.php/ipva.html
De acordo com a pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), contratada pela Receita Estadual, os proprietários de veículos usados no Estado da Paraíba terão uma redução média de 3,8% no pagamento do IPVA em 2015, quando comparado ao valor pago neste ano. A redução média considera todos os tipos de veículos, como automóveis, motos, utilitários, ônibus e caminhões.
Além do pagamento IPVA, o proprietário de veículo precisa efetuar o pagamento da Renovação Anual de Licenciamento do veículo ao Detran (R$ 117), da Taxa de Bombeiro (R$ 17,55) e do  Seguro Dpvat.
O valor do Dpvat este ano será novamente de R$ 292,01 para motocicletas, motonetas, ciclomotores e similares, enquanto para automóveis e camionetas particulares, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional de R$ 105,65.
Já o Dpvat de micro-ônibus com cobrança de frete com lotação não superior a 10 passageiros e ônibus, micro-ônibus e lotações sem cobrança de frete (urbanos, interurbanos, rurais e interestaduais) continua no valor de R$ 247,42.

Cássio é o novo líder do PSDB no Senado



Confirmado. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) foi escolhido, na tarde desta sexta-feira (30), líder da bancada do PSDB no Senado. O tucano terá a responsabilidade de liderar a bancada de alguns dos pesos-pesados da política nacional, como Aécio Neves, Álvaro Dias, Aloysio Nunes, José Serra e Tasso Jereissati (ao todo são 11 senadores) na chamada “oposição responsável” ao Governo Federal.
A formalização de Cássio para liderar a bancada tucana se dará amanhã durante almoço, e no domingo se dará a oficialização, após a eleição da Mesa Diretora do Senado. A indicação demonstra o poder de interlocução que Cássio  estabeleceu entre os tucanos e a confiança do PSDB em delegar a ele a missão de vocalizar o posicionamento do maior partido da oposição em nível nacional.
IMPORTÂNCIA - A atividade exercida pelo líder é parte essencial do processo legislativo. Além de nortear a discussão e a votação de propostas, os líderes acumulam uma série de atribuições importantes, principalmente ligadas à articulação política e ao trabalho de unificação do discurso partidário.
Pelo Regimento Interno, cabe ao líder, durante as votações, expressar a opinião de quem ele representa: o partido, o bloco parlamentar, o governo ou a oposição. Ele também participa do colégio de líderes – órgão que, entre outras atribuições, define a pauta de votações do plenário. (O colegiado é formado pelos líderes da Maioria, da Minoria, dos partidos, dos blocos e do governo.)
No plenário, cabe ao líder orientar a bancada quanto ao voto; falar por sua bancada no período destinado às comunicações das lideranças; e inscrever integrantes da bancada no horário destinado às comunicações parlamentares. O líder pode solicitar, ainda, a votação em globo de destaques; a dispensa da discussão de matérias que tenham parecer favorável de todas as comissões; o adiamento da discussão e da votação de um projeto. Também é função do líder registrar candidatos para concorrer a cargos da Mesa Diretora.
Enfim, trabalho não vai faltar e o novo líder tucano deu uma pequena amostra do papel da oposição: “Tudo o que foi prometido na campanha de Dilma está sendo feito ao contrário. Agora, nós enfrentamos um quadro extremamente preocupante de desgoverno. Um orgulho brasileiro, que é a Petrobras, está no fundo do poço, e não é poço de petróleo, é poço de lama. A economia está desacelerada. Os juros estão na estratosfera, enfrentamos a retirada de direitos trabalhistas e o aumento superior a 40% da energia elétrica, além das obras paralisadas”, apontou Cássio Cunha Lima.

Assessoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Escola Especial de Música Juarez Johnson abre ano letivo nesta terça-feira

Projeto pioneiro no Nordeste, a Escola Especial de Música Juarez Johnson abre o primeiro período letivo de 2015 nesta terça-feira (3). Na mesma data, pais de alunos podem efetuar suas matrículas para as aulas de violino, violoncelo e piano, com turmas às terças e quintas nos turnos da manhã e tarde, no Espaço Cultural José Lins do Rego, rampa 2. 
Atualmente com 35 alunos matriculados e uma extensa lista de espera, a EEMJJ é referência no desenvolvimento de atividades artístico-culturais e atendimento a portadores de necessidades especiais pela abordagem individual que adota. Com idades que variam dos 5 aos 30 anos, o público alvo são crianças com idade a partir de um ano e jovens que possuam deficiências como síndrome de down, paralisia cerebral, autismo, paraplegia, deficiência visual, hidrocefalia, nanismo, mutismo, mielomeningocele, elefantíase, síndrome de Asperger e síndrome de William.
De acordo com o diretor da unidade cultural, Leonardo Limongi, não há um limite de idade para participar das atividades. A principal estratégia de atuação da Escola Especial de Música Juarez Johnson é desenvolver, socializar, harmonizar, interagir as crianças com a sociedade. Por meio da educação musical, as crianças desenvolvem suas aptidões para a arte, o que contribui para melhoria do ensino e aprendizagem.
Sobre a escola – Equipamento da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), a EEMJJ foi fundada no dia 25 de outubro de 2009 e caracteriza-se por seu pioneirismo, uma vez que é a primeira Escola Especial de Música do Brasil voltada exclusivamente para alunos portadores de necessidades especiais. A unidade tem como objetivo primordial a atenção integral à pessoa com deficiência por meio do ensino da música.
Para o ano de 2015, estão previstas novas turmas de percussão e musicalização infantil. “Em breve, teremos condições de oferecer musicografia em Braille”, revela Limongi, ainda sem previsão de uma agenda para as novas especialidades.
Verdadeiro exemplo de cidadania e superação, o projeto tem contribuído para a inclusão social de crianças e adolescentes que possuem algum tipo de deficiência mental. São pessoas que encontram, através da convivência com uma equipe capacitada, a chance de superar obstáculos.
O projeto da EEMJJ foi idealizado pelo ex-gestor da Fundação, Maurício Burity e pela então coordenadora da unidade, Patrícia Johnson, filha do violoncelista Juarez Johnson, patrono da escola, que  integrou a Orquestra Sinfônica da Paraíba e dirigiu o Theatro Santa Roza.
Método - Cada criança assiste a duas aulas por semana com atendimento individual ou em conjunto, dependendo da avaliação do professor responsável. O método permite que o professor conheça as dificuldades e aptidões do aluno  e assim  possa desenvolver um trabalho que aproveite da melhor forma possível as potencialidades  da criança, aguçando os estímulos através de analogias com cores e números, e alcançando um resultado promissor num menor espaço de tempo. Neste processo, o acompanhamento dos pais dando continuidade ao trabalho é de fundamental importância no progresso da criança.
O conteúdo das aulas varia de acordo com o ritmo e percepção do aluno. Alguns têm contato com a teoria musical, mas o foco das aulas se concentra na prática, na realização da música. Além da música, os estudantes têm contato com outras linguagens artísticas como pintura e teatro, permitindo outras formas de expressão e comunicação.
O corpo docente é formado por cinco músicos que ensinam piano, violino e violoncelo. A equipe conta também com o suporte de profissionais especializados como psicólogo, terapeuta ocupacional, enfermeiro e fonoaudiólogo.