quinta-feira, 30 de junho de 2011

Dicas de Marketing Politico da Roma Consultoria

Ouvir e, principalmente, falar, são as marcas registradas da atividade política

Discursar na tribuna ou no palanque, liderar uma reunião com assessores, trocar idéias com colegas, conceder entrevistas, conversar com eleitores. A cada dia, você vive pelo menos uma destas situações. Para se sair bem em todas elas, aprenda a dominar sua retórica. Adestrar-se com cursos e livros de oratória, treinar a voz, cuidar dela, aprender os "truques" que funcionam, adquirir a capacidade de dramatização, dominar a arte do discurso são algumas medidas para afiar sua oratória. Porque o político deve falar - e falar muito bem. Afinal, esta é uma atribuição do seu "ofício" e você precisa ter o controle dela. Não há a menor dúvida de que a oratória conquista, convence, persuade. Tampouco que a argumentação consistente e sólida se impõe. Menos ainda que a dramatização oportuna e apropriada comove e sensibiliza: o uso habilidoso das palavras tem um enorme poder de sedução.


A questão da valorização da palavra torna-se, então, de suma importância para o político. Mas esta atenção especial não reside apenas em falar ou não, mas, sim nas variáveis do ato: a oportunidade escolhida, o assunto, a duração, os interlocutores, a forma. O inverso também vale: sobre o quê, quando e com quem não falar. O governante que se encerra num mutismo quase absoluto, se isola, perde poder e torna-se irrelevante. Por outro lado, aquele que fala sempre - e a todo o momento - torna-se banal, desimportante e também perde autoridade e relevância. Assim, entre um e outro extremo, sempre que o temperamento e as circunstâncias permitirem, você deve se posicionar mais próximo do polo da reserva, da discrição e do silêncio, do que do polo oposto - o da loquacidade.
A prudência também vale ouro. O governante deve ser cauteloso ao conversar com rivais e adversários, reservado com seus aliados e digno com os demais. Não esqueça que a oportunidade de dizer uma palavra, emitir um julgamento ou opinar sobre algo sempre existe. Mas apagar o que foi dito, lograr que seja esquecido ou impedir a propagação de um pronunciamento não é possível. E lembre sempre que "o silêncio não comete erros, somente a palavra os comete". No jogo do poder, como reiteradamente tem sido exposto, as aparências são tão ou mais importantes que a realidade. É um jogo de interesses e seus participantes querem ganhar. Para tanto, cada um desenvolve sua própria estratégia que contempla manobras aparentes e outras - as mais importantes - visível apenas para quem a opera.
Neste jogo, todos estão sempre buscando descobrir a estratégia de seus rivais e adversários. Todos estão envolvidos na tarefa de decodificar o significado dos comportamentos (parte visível) para deduzir o curso de ação e seus objetivos, diante dos quais os oponentes tentam vencer (parte invisível). Ora, quem fala mais do que precisa e deve, facilita a descoberta de sua tática. Se você controla suas palavras, inviabiliza a revelação de seu plano e de suas intenções.
O poder está sempre cercado por uma aura de mistério, que depende, diretamente, da dificuldade em acessá-lo. Nunca é demais relembrar um discurso de De Gaulle sobre a mística da liderança, quando ele fala - por conhecimento e experiência próprios - sobre o "mistério" que o líder deve saber cultivar:
"Em primeiro lugar, e acima de tudo, não pode haver prestígio sem mistério, pois a familiaridade produz o desprezo. Todas as religiões possuem o seu 'santo dos santos' e nenhum homem é um herói para o seu 'empregado de quarto'. Os projetos, o comportamento, as operações mentais de um líder, devem possuir sempre um 'algo' que os outros não conseguem entender, que os intriga e que os agita, atraindo a sua atenção. Esta atitude de reserva exige, como uma regra, uma economia correspondente de palavras e gestos. Nada reforça mais a autoridade que o silêncio. O silêncio é a maior virtude do forte, o refúgio do fraco, a modéstia do orgulhoso, o orgulho do humilde, a prudência do sábio e o bom senso dos tolos."
"Uma economia correspondente de palavras e gestos" é o que De Gaulle define como regra para o líder que quiser manter sua reserva, a "marca do talento", segundo Gracián. O governante deve conter profundidades inacessíveis, nas quais ele esconda seus segredos e planos. A discrição, que implica "economia correspondente de palavras e gestos", provém do autocontrole. Por isso, a reserva é uma conquista pessoal.

Como ser reservado?

Em primeiro lugar: evite falar sobre si. Se o fizer, você estará exercitando a vaidade ou a autocrítica, coisas que tendem a ser interpretadas como um sinal de fraqueza.


Em segundo lugar: não é prudente falar de ou sobre quem estiver presente na conversa. Agindo assim, você será rotulado como adulador ou hostil.
Em terceiro lugar: forneça respostas curtas, sempre seguidas de silêncios, e evite ser demasiado explícito. Isto deixará seus interlocutores desconfortáveis. Então, eles vão tentar adivinhar o significado do que você disse. A maioria das pessoas dá pouco valor ao que é compreendido facilmente. As coisas precisam ser difíceis, intrigantes e vagas. É, novamente, o jogo das aparências. Quanto menos você falar - e, quando falar, demonstrar reserva - mais será reputado como poderoso.
Em quarto lugar: saiba ser evasivo, sem ser descortês. Assim, o político prudente livra-se de muitas dificuldades. Ao mudar de assunto, ao usar o humor, ao relatar um fato, você evita, com elegância, o assunto inconveniente. Se você for reservado, as pessoas não se sentirão livres para retornar ao assunto.
Em quinto lugar: não converse por muito tempo com as mesmas pessoas. O grupo que se formar em torno de você tende a produzir uma intimidade perigosa, uma diluição de sua imagem de importância, podendo chegar ao limite de uma camaradagem bem-intencionada, mas demasiado espontânea.
Em sexto lugar: muito cuidado com piadas e com o sarcasmo. Isto comprometer sua imagem de seriedade e reserva. Além do quê, se forem inapropriadas, deixarão você parecendo inoportuno e sem graça. Jamais uma irreverência elegante e discreta com o sarcasmo cortante e a piada ou trocadilho infeliz.
Por fim, ao falar pouco, você acumulará "munição" para futuras intervenções, sempre que forem necessárias, preservando seu mistério, poder e sua utilidade. Mesmo no que se refere ao conhecimento, contenha alguma parte dele. Deixe que os outros falem, revelem suas posições e idéias. Apenas escutando, você poderá obter alguma informação que não possuía, além de reunir condições para reavaliar suas opiniões, sem que ninguém possa saber o que se passa em sua cabeça.
No momento oportuno, tendo ouvido os demais, se julgar apropriado, fale com a autoridade de quem sabe o que os outros pensam e preparou o que vai dizer. Além disso, se guardou conhecimento ou informação, você jamais será pego desprevenido. Diante de uma situação inesperada, quando você não pode deixar de opinar, você contará com aquela "folga" para usar na hora certa. Por todas essas razões, seja prudente e valorize sua palavra. Cultive a reserva, mantenha uma distância educada e cortês, seja sempre oportuno e apropriado ao falar e ao agir, e observe, em volta de si, como a maioria das pessoas - inclusive os políticos - banalizam-se e desprestigiam-se por não seguir tais regras.


Roma Consultoria Política

Roma_Consultoria@live.com
@RomaConsultoria





Politica para Politicos

Governo realiza Fórum Paraíba Unida pela Paz

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Seds) promove entre os dias 6 e 8 de julho, na Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa, o Fórum Paraíba Unida pela Paz. A intenção é estimular a participação social na formação de políticas públicas para a área de segurança.

Durante a solenidade de abertura, na próxima quarta-feira (6), às 19h, o governador Ricardo Coutinho assinará o projeto de Lei que dispõe sobre a organização e funcionamento do Conselho Estadual de Defesa Social e lança a Campanha do Desarmamento/Ativação do Comitê Paraibano pelo Desarmamento. Às 20h30, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, participa da conferência “Pacto pela Vida: o processo de construção de uma nova política de segurança pública no Estado de Pernambuco”.

Na quinta-feira (7), a partir das 8h30, os debates abordarão os temas da Gestão compartilhada; Sistema de justiça integrada; e o papel dos municípios na Segurança Cidadã, com a participação dos secretários Harrison Targino, da Cidadania e da Administração Penitenciária (Sedasp), e Lúcio Flávio Vasconcelos, secretário-executivo da Casa Civil, do procurador-geral de justiça da Paraíba, Oswaldo Trigueiro Filho, do procurador da República de Pernambuco, Luciano Mariz Maia, além da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki.

Encerrando a programação do Fórum Paraíba Unida pela Paz, na sexta-feira (8), também a partir das 8h30, serão discutidas políticas públicas e participação popular; prevenção social e controle da violência; e o papel da sociedade civil organizada. O evento contará com as participações dos secretários Cláudio Lima, da Segurança e Defesa Social do Estado e Raymundo Silvany, secretário-executivo da Sedasp, da professora da Unicamp/RJ, Doutora em Antropologia, Jaqueline Muniz, do senador Cássio Cunha Lima, do economista e pesquisador Sérgio Cavalcante Buarque, além do arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto.

Democracia participativa – O subcomandante geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Washington França da Silva, colaborador do projeto e um dos coordenadores do Fórum, acrescenta que a iniciativa do Governo representa a efetivação da democracia participativa, que permeia a Constituição Federal e constitui o Estado Democrático de Direito consagrado, no artigo 1º da Carta Magna. Segundo o coronel Washington, a segurança pública é um desafio não só do Estado, mas também da sociedade civil.

“O Fórum Paraíba Unida pela Paz tem o objetivo de democratizar o debate e envolver a sociedade na formulação de propostas. A partir do evento, vamos criar um conselho estadual, que funcionarão como uma espécie de câmaras temáticas, formadas por representantes de instituições públicas e da sociedade civil organizada, responsáveis por apresentar diagnósticos de cada região. As câmaras terão a função de colaborar com a elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública”, adiantou o militar.

As câmaras temáticas serão responsáveis ainda pelo monitoramento e fiscalização da execução de políticas públicas, no âmbito da Segurança Pública, além de encaminhar reclamações, denúncias, sugestões e críticas referentes às políticas públicas relacionadas à Justiça Criminal para as ouvidorias ou órgãos governamentais competentes.

“O Fórum é um processo que não se esgota após os três dias de discussões. O trabalho deve ser contínuo. A integração com a sociedade deve ser um dos principais eixos de atuação da secretaria, ao lado da articulação das forças de segurança entre si e com outros órgãos governamentais. É por meio dos conselhos comunitários que temos mais consistência para análise da situação”, avaliou.

Participação – As inscrições são gratuitas e abertas ao público em geral. Para participar do Fórum de discussões e consultar a programação completa, o site é: http://paraiba.pb.gov.br/especiais/pbunidapelapaz/.

China abre ao público maior ponte sobre o mar do mundo

 

China abre ao público maior ponte sobre o mar do mundo

O governo chinês colocou em operação nesta quinta-feira (30) a maior ponte sobre o mar do mundo.

O empreendimento, que liga a Baía de Jiaozhou à cidade de Qingdao, na província de Shandong, tem oito faixas para automóveis, incluindo os acostamentos, possui 36,4 km de extensão e custou R$ 3,6 bilhões (US$ 2,6 bilhões) para ser construída, segundo a agência estatal de notícias Xinhua.

A ponte, que demorou pouco mais de quatro anos para ser levantada, encurta a rota entre as duas localidades em 30 km e reduz o tempo de viagem de 40 minutos para 20 minutos.

Com a obra, as autoridades chinesas esperam impulsionar o desenvolvimento industrial da região e facilitar a entrada e saída de mercadorias pelos portos.

Antes, a maior ponte do mundo sobre o mar era a que liga as cidades de Jiaxing e Ningbo, na Província de Zhejiang, também na China. Essa obra tem 36 km de distância.

Fonte: R7

"O valor da atenção" Redação de um Menino

A professora pediu aos alunos que fizessem uma redação e nessa redação o que eles gostariam que Deus fizesse por eles.
À noite, corrigindo as redações, ela se depara com uma que a deixa muito emocionada.
O marido, nesse momento, acaba de entrar, a vê chorando e diz:
- O que aconteceu?
Ela respondeu: - leia. Era a redação de um menino.

"Senhor, esta noite te peço algo especial: me transforme em um televisor. Quero ocupar o seu lugar.
Viver como vive a TV de minha casa.
Ter um lugar especial para mim, e reunir minha família ao redor.
Ser levado a sério quando falo.
Quero ser o centro das atenções e ser escutado sem interrupções nem questionamentos.
Quero receber o mesmo cuidado especial que a tv recebe quando não funciona.
E ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo que esteja cansado.
E que minha mãe me procure quando estiver sozinha e aborrecida, em vez de ignorar-me.
E ainda que meus irmãos "briguem" para estar comigo.
Quero sentir que a minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.
E, por fim, que eu possa divertir a todos.
Senhor, não te peço muito...
Só quero viver o que vive qualquer televisor!"

Naquele momento, o marido da professora disse:
- Meu Deus, coitado desse menino. Nossa, que coisa esses pais".
E ela olha e diz:
- Essa redação é do nosso filho.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Vereador diz que Congresso faz o povo de palhaço ao não aprovar reforma

  PROMISCUIDADE

Vereador diz que Congresso faz o povo de palhaço ao não aprovar reforma

Parlamentar atribue descrédito dos políticos à falta de empenho dos parlamentares em Brasília

  

Entrevistado do Jornal da Câmara, na manhã da terça-feira (29), o vereador Geraldo Amorim (PDT), atribuiu a falta da reforma política o descrédito da população com a com os políticos.

Segundo Amorim, a sociedade está sendo feita de “palhaço” visto que o processo da reforma política emperrou no Congresso.

A insatisfação com os políticos na Europa tem levado o povo a realizar manifestações. Enquanto no Brasil, o descrédito com os políticos cresce diariamente e a promiscuidade dos partidos políticos pode piorar” enfatizou Amorim.

O parlamentar considerou que a antecipação do pleito de 2012 é prejudicial à sociedade, pois as discussões em torno dos problemas da cidade ficam em segundo plano. Para ele, a disputa política nesse período é perigosa por haver diversos políticos exercendo cargos em instituições públicas gerando perigoso tráfico de influência.


Roma Consultoria

Hervázio Bezerra assume liderança do governo na Assembleia Legislativa


Agora chegou a vez do deputado estadual Hervázio Bezerra (PSDB) ser o novo líder do Governo Ricardo Coutinho na Assembléia Legislativa da Paraíba. O anúncio foi feito pelo próprio deputado que informou ter recebido o convite no dia de ontem durante uma reunião no Palácio do Governo, do Secretário de Comunicação Nonato Bandeira. 

Indagado sobre relacionamento com os demais deputados, Bezerrra garantiu que não terá nenhuma dificuldade com os parlamentares, ressaltando que não existe nenhuma aresta entre os colegas da situação e acredita no diálogo e consenso até mesmo com os deputados da oposição.

“Não vou dizer que estou totalmente tranquilo, por entender que é responsabilidade muito grande que passo a assumir a partir de agora, mas os desafios existem e devemos enfrentá-los”, frisou Hervázio que espera corresponder à expectativa do governador Ricardo Coutinho.

Hervázio recebeu apoio de colegas parlamentares que enalteceram a escolha feita pelo Governador, avaliando Hervázio como um grande nome para assumir a liderança do governo no Poder Legislativo.  

terça-feira, 28 de junho de 2011

Polícia Civil prende acusados de integrar quadrilha especializada em roubo a bancos

A Polícia Civil de Campina Grande desarticulou mais uma quadrilha especializada em roubo a bancos no Estado. Uma operação foi realizada nas primeiras horas desta terça-feira (28) na cidade de Boa Vista e resultou na prisão de duas pessoas e apreensão de um adolescente de 17 anos.

Durante coletiva realizada na nova sede da Central de Polícia, em Campina Grande, o delegado regional Wagner Dorta, que comandou a operação, forneceu detalhes da ação policial. “Nós já vínhamos investigando a quadrilha e tínhamos informações de que os criminosos fariam mais um roubo. Montamos uma operação e durante a abordagem o grupo reagiu atirando contra a polícia”, explicou. Quatro integrantes, ainda não identificados, morreram durante a troca de tiros com a polícia.

Estão presos Manoel Messias de Oliveira, 37 anos, e Thacio Fellipe Santos Rodrigues, 24, ambos da cidade de Campina Grande. Com eles, a polícia apreendeu duas pistolas, sendo uma calibre 380 e uma 9 mm (de uso exclusivo das Forças Armadas), um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12. Também foram apreendidos um carro e uma moto que estavam sendo usadas para praticar o crime.

Cerca de 20 policiais civis participaram da operação. Segundo Wagner Dorta, apesar de o grupo estar fortemente armado, nenhum dos policiais ficou ferido. “Foi uma ação extremamente delicada, colocamos nossas vidas em risco, mas o importante é cumprimos nossa  atribuição constitucional. Felizmente, todos nós saímos ilesos e conseguimos desarticular mais essa quadrilha”, comentou.

Em abril deste ano, policiais civis em Campina Grande realizaram a “Operação TNT”, cumprindo 11 mandados de prisão de pessoas envolvidas com a mesma prática criminosa. Na ocasião, foi preso um dos maiores assaltantes de banco do Nordeste. No mês de fevereiro, outras 12 pessoas foram presas na Operação Borborema. De janeiro até agora, mais de 50 criminosos foram presos em todo o Estado, acusados de assaltos a bancos com uso de explosivos ou maçaricos.

Governo do Estado paga folha de junho nesta quarta e quinta

Os servidores públicos estaduais das administrações direta e indireta recebem nesta quarta e quinta-feiras (dias 29 e 30), dentro do mês trabalhado, os salários referentes ao mês de junho de 2011. No dia 29, recebem aposentados e pensionistas. No dia 30, será a vez dos servidores da ativa.

Com a liberação dos salários referentes ao mês de junho, o Governo do Estado está consolidando o pagamento de duas folhas em menos de dez dias. No último dia 21, o Estado efetuou o pagamento de metade do 13º, o qual injetou na economia uma média de R$ 105 milhões, proporcionando não apenas o aquecimento do comércio em todo o Estado, mas, sobretudo, valorizando o funcionalismo, nas vésperas do feriado de São João. A primeira parcela do 13º foi calculada com base no salário líquido do servidor.

A antecipação do 13º é um dos resultados positivos das medidas econômicas adotadas deste o início da administração Ricardo Coutinho. Em seis meses, o Governo conseguiu diminuir o comprometimento da Receita Corrente Líquida com a folha de pagamento de pessoal para 52% (6% a menos que no mês de janeiro).

Secom/PB

Lindolfo Pires assume a Chefia de Governo, Adriano Galdino retorna à AL e mais...


O deputado Lindolfo Pires é o novo Chefe de Governo do Estado, responsável pela articulação política da gestão Ricardo Coutinho. Ele substitui Walter Aguiar, que passa a ocupar a Secretaria Executiva de Turismo, cargo que estava vago. O atual secretário de Interiorização, Adriano Galdino, retorna à Assembleia Legislativa, permanecendo em seus mandatos os deputados Assis Quintans e Hervásio Bezerra.
Outra mudança ocorre entre as pastas de Administração e a Procuradoria do Estado. A atual procuradora Livânia Farias assume em definitivo o cargo de Secretária de Administração, função que exercia interinamente com a ausência do secretário Gilberto Carneiro, que submeteu-se a uma cirurgia no início de junho. Gilberto Carneiro, que também é advogado, passa a responder pela Procuradoria do Estado, cargo semelhante que ele ocupou na Prefeitura de João Pessoa.
A atual diretora administrativa financeira da Sudema, Tatiana Domiciano, é a nova superintendente da Sudema, cargo que era ocupado pela professora Rossana Honorato. A posse dos novos auxiliares do Governo será confirmada até sexta-feira, dependendo ainda da agenda do governador Ricardo Coutinho.
 Secom/PB

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Vereador faz balanço positivo dos seis primeiros meses de trabalho parlamentar


Seis meses de muito trabalho, reuniões, audiências públicas, debates, uma busca constante no intuito de corresponder aos apelos e necessidades da população de João Pessoa. Assim tem se pautado o vereador Geraldo Amorim (PDT), que só neste ano, 2011, apresentou 20 Projetos de Lei de sua autoria visando melhoramento na qualidade de vida dos pessoenses.
Confira na íntegra:
Projeto de lei n° 788/2011 Cria a semana da agricultura ecológica, no âmbito do município de João Pessoa; Projeto de lei n° 775/2011 que Dispõe sobre a conversão de milhas ou outros benefícios provenientes de passagens aéreas adquiridas com recursos do tesouro público da cidade de João Pessoa; Projeto de lei n° 764/2011 que dispõe sobre espaço exclusivo para idosos, deficientes e gestantes nas praças de alimentação, shoppings CENTER, supermercado e centros comerciais; Projeto de lei n° 758/2011 que dispõe sobre a distribuição de exemplares da constituição federal de 1988 nas unidades de ensino da rede municipal de João Pessoa; Projeto de lei n° 732/2011 que dispõe sobre a obrigação do fornecimento de canudos hermeticamente embalados nas lanchonetes do município de João Pessoa; Projeto de lei n° 733/2011 que institui, no âmbito do município de João Pessoa, o dia do cliente; Projeto de lei n° 719/2011 que estabelece a idade de 60 anos para a isenção do pagamento da tarifa de transporte coletivo no âmbito do município de João pessoa; Projeto de lei n° 720/2011 que disciplina o funcionamento das instituições de longa permanência destinadas à pessoa idosa no município de João Pessoa; Projeto de indicação de nº 05/2011, que indica ao poder executivo municipal a apresentação de proposta normativa que institua no calendário escolar da rede municipal de ensino um dia para a realização de exames clínicos preventivos estudantes e  servidores;  Projeto de resolução n° 53 /2011 que Cria a frente parlamentar de políticas públicas e enfrentamento ao CRACK; Projeto de Lei n° 872/2011 que cria o programa de tratamento para dependente químicos no município de João pessoa; Projeto de lei n° 874 /2011que cria, em atendimento ao art. 9, da lei municipal n 10.510, de 15.07.2005 (COMAD), O RECURSO MUNICIPAL ANTIDROGAS – REMAD, relaciona dispositivos para sua respectiva gestão; Projeto de lei n° 873 /2011 que dispõe sobre a celebração de convênios com a polícia militar do estado da Paraíba para fins de implantação do PROERD; Projeto de lei n° 871/2011 que dispõe sobre a criação e instalação, no âmbito do município de João pessoa, do telefone de três dígitos destinados aos conselhos tutelares;  Projeto de lei n° 888/2011 que dispõe a inclusão da Romaria de Nossa Senhora da Penha no calendário oficial de eventos religiosos e turísticos da cidade de João pessoa; Projeto de lei n° 894/2011 que dispõe sobre aposição de placas identificadoras do Bairro, Rua, Intervalo Numérico e CEP, no município de João Pessoa;  Projeto de indicação n° 06/2011 que indica ao poder executivo municipal a apresentação de matéria normativa sobre a expedição da credencial para o uso das vagas de estacionamentos destinadas aos idosos; Projeto de Lei n° 920/2011 que dispõe sobre a isenção do pagamento da taxa de inscrição em concursos públicos, no âmbito do município de João Pessoa/PB; Projeto de Lei n° 939/2011 que dispõe sobre a obrigatoriedade da instalação de duas portas em todas as salas de aulas, da rede pública de ensino, no âmbito do município de João Pessoa/PB; Projeto de Lei n° 938/2011 que dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de bebedouros nas casas de shows do município de João Pessoa.
Além de realizar várias audiências públicas objetivando debater e buscar soluções para os problemas existentes nos bairros da capital como segurança pública, educação, saúde e infraestrutura, o vereador também reconhece o esforço de algumas autoridades municipais que têm atendido suas solicitações, a exemplo, da linha de integração de ônibus dos Bairros Jardim Cidade Universitária e Bancários que beneficiou centenas de moradores das ruas mais distantes das principais vias dos referidos Bairros.
Geraldo Amorim, ainda apresentou mais de 40 emendas à Lei de Diretrizes Orçamentária para o exercício de 2012 do Município de João Pessoa. Sendo que, de acordo com o Regimento Interno da Câmara, cada vereador deve ter apenas cinco emendas acatadas.  “Acho que ainda tem muito a ser feito, mas avançamos em alguns aspectos, inclusive consciente do meu papel que sempre foi buscar soluções para os problemas da cidade de João Pessoa”, finalizou Amorim.

Ato do Senado prioriza parceria e TV ALPB ganhará canal aberto

O Senado vai priorizar parcerias com as assembleias legislativas na montagem da Rede Senado de TV Digital. É o que determina o Ato 12/2011, aprovado pela Mesa Diretora, autorizando a criação da rede e definindo as regras de funcionamento. "Com este ato, o canal aberto da TV ALPB fica ainda mais próximo da realidade", afirmou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ricardo Marcelo (PSDB).
Ele confirmou que, no segundo semestre, uma das prioridades de sua gestão será a formalização do convênio com a TV Senado, que já enviou diretores a João Pessoa para conhecerem de perto a TV ALPB e reafirmaram a parceria entre as duas casas legislativas.
No último dia 10, a diretora de expansão da TV Senado, Virgínia Galvez, esteve em João Pessoa e confirmou ao deputado Ricardo Marcelo que o processo para a concessão do canal aberto está bastante avançado.
Ao lado do diretor operacional da TV Senado, o engenheiro João Carlos Berizon, Galvez realizou uma inspeção técnica na TV Assembleia, conhecendo os equipamentos da TV e alguns dos profissionais que trabalham na emissora e na Coordenação de Comunicação Social. Segundo ela, o convênio permitirá que a TV ALPB disponha de um canal exclusivo e com uma programação inteiramente local.
Pelo acordo, o Senado deve fornecer o transmissor de televisão digital e o canal digital, e uma subcanalização para a TV Assembleia, enquanto a Assembleia deve ficar responsável pelas instalações físicas, o que incluiria manutenção, segurança e limpeza das estações transmissoras.
“O canal aberto digital foi uma das promessas que assumimos após a posse da atual Mesa Diretora. Temos a certeza que estamos bem próximos de concretizá-lo”, disse o deputado Ricardo Marcelo.
Para o jornalista Hermes de Luna, coordenador de Comunicação Social da ALPB, “a implantação do canal aberto será um feito histórico para o poder legislativo estadual”.
Os convênios que estão sendo assinados entre o Senado e as Assembleias Legislativas têm o objetivo de reduzir custos e favorecer o acesso do cidadão às emissoras públicas. O Senado vai procurar montar estações da TV Senado e da Rádio Senado pelo país por meio de convênios em que sejam compartilhados os canais digitais, as despesas e responsabilidades.
No caso da Paraíba, os diretores da TV Senado foram enfáticos ao elogiar os investimentos próprios feitos em equipamentos na TV ALPB pela atual gestão da Mesa Diretora. Com esses investimentos, a Assembleia Legislativa terá um canal próprio, aberto e em HD (high definition), a partir do convênio com o Senado.

domingo, 26 de junho de 2011

Brenno e Hércules A Chapa Esquentou 2.wmv



Este é um trabalho de uma dupla amiga, que reside em Brasília...
Hércules faz grandes composições...Eu acredito nesta dupla...

sábado, 25 de junho de 2011

CMJP aprova Projeto de Lei de Reuso de Água da Chuva

Reduzir gastos excessivos de água pode ser uma boa ideia para beneficiar o seu bolso, como também evitar futura escassez deste precioso líquido, indispensável no nosso planeta.
Pensando nisto, o vereador Benilton Lucena (PT), apresentou um Projeto de Lei criando o Sistema de Reuso de Água da Chuva através da instalação de reservatórios para captação e utilização deste líquido para o uso não potável em mercados municipais, subprefeituras, condomínios, clubes, entidades, conjuntos habitacionais e demais imóveis residenciais, industriais e comerciais na cidade de João pessoa. O projeto foi aprovado por unanimidade dos 21 vereadores da capital paraibana.
O vereador Benilton justificou que a diminuição da água disponível, nos próximos anos, vai exigir que os condomínios, shoppings centers e outros estabelecimentos adotem novos sistemas para otimizar o uso. Uns dos métodos mais usados serão, a água de chuva coletada pelas calhas no telhado do prédio é armazenada em uma cisterna no térreo ou subsolo. Pode-se instalar um equipamento para filtrar esta água, se for necessário ou instala-se um sistema de recalque para enviar a água para as torneiras do térreo e subsolo. Vale ressaltar que a construção de um reservatório para a captação da água da chuva necessita de um sistema de recalque que deve ter um projeto de engenharia para que não desperte riscos de saúde e acidentes à população .
Para Benilton, além de gerar economia de água, o sistema também contribui para diminuir o problema das enchentes, na Europa, por exemplo, a nova medida já é bastante usada em novas construções. Já aqui no Brasil, um caso de destaque é o do Shopping Aricanduva, em São Paulo (SP). A construção tem 62 mil m² de telhado, e em uma chuva forte chega a captar 7 mil m³ de água.
“Diante dos expostos reforçamos a relevância deste projeto, pois o aproveitamento da água de chuva é de fundamental importância para gerar uma economia nos reservatório em períodos de estiagens e evitar que grande parte dessa água se perca em infiltrações do solo ou no escoamento para o mar”, finalizou Benilton Lucena.

PBVest reabre inscrições até 6 de julho

A partir da próxima segunda-feira (27) até 6 de julho, a Secretaria de Estado da Educação (SEE) reabre as inscrições para os alunos que não participaram da seleção do PBVest e demais concluintes do Ensino Médio da rede estadual. A seleção ocorreu no domingo (19), em 18 cidades. A reinscrição deve ser feita pelo site da SEE, (paraiba.pb.gov.br/educacao).

“As vagas remanescentes do Pré-Vestibular Social do Governo do Estado serão preenchidas de acordo com a ordem de inscrição”, afirmou o coordenador estadual do curso, professor Américo Falcone.

A coordenação do PBVest informa que as listas com os nomes dos candidatos selecionados estará a disposição na própria escola em que o aluno vai fazer o curso, a partir do dia 4 de julho. São cinco mil vagas destinadas a alunos de escolas da rede estadual.

Apenas o município de Sousa preencheu o número de vagas ofertadas. Há ainda vagas a serem preenchidas nos seguintes municípios: João Pessoa (191), Guarabira (22), Campina Grande (125), Cuité (104), A Monteiro (100), Patos (47), Itaporanga (124), Catolé do Rocha (12), Cajazeiras (223), Princesa Isabel (186), Itabaiana (66), Santa Rita (190), Araruna (22), Alagoa Nova (74), Pombal (55), Picui (106) e Mamanguape (169).

O PBVest é realizado em parceria da Secretaria da Educação com a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que está disponibilizando sete dos oito Capi existentes no Estado para a realização do curso. Será ministrado em João Pessoa, Guarabira, Campina Grande, Cuité, Monteiro, Patos, Itaporanga, Catolé do Rocha, Cajazeiras, Souza, Princesa Isabel, Itabaiana, Santa Rita e Araruna, Alagoa Nova, Pombal, Picuí e Mamanguape.

Matrículas – As matrículas para os candidatos classificados serão realizadas no dia 6 de julho, das 8h às 11h e das 14h às 17h na unidade educacional em que o aluno irá cursar o PBVest. Os retardatários farão suas matrículas no dia 7 de julho, no mesmo local. As aulas começarão no dia 9 de julho.

Os documentos exigidos para a matrícula são os seguintes: declaração da escola em que está cursando a 3ª série do Ensino Médio ou certificado de conclusão da escola pública onde concluiu os estudos; duas fotografias 3×4 recentes coloridas, de fundo branco; RG e CPF.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Pensamentos além da eternidade

Uma das mais belas músicas que já ouvi, durante toda a minha vida!!!
Uma verdadeira viagem ao mundo dos sonhos de viver uma imensa paixão...

Ricardo Marcelo revela que nova sede da Assembleia é prioridade

 
Ao fazer um balanço do primeiro semestre, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ricardo Marcelo (PSDB), revelou que não abriu mão de construir a nova sede do Poder Legislativo Estadual. Ele informou que já há um consenso entre todos os parlamentares "que a atual sede já não comporta as necessidades do Legislativo e dos cidadãos e que não há mais como fazer investimentos no atual prédio".

Ricardo Marcelo disse que espera do Governo do Estado a doação de um terreno, para que o projeto saia do papel. "É o ponto inicial. Temos que ter um terreno próprio. Para isso, esperamos contar com a parceria do Governo do Estado e conseguir a doação desse terreno", afirmou.  

Ele mostrou que, atualmente, o Legislativo encontra com dificuldades porque não há mais espaços para gabinetes, departamentos, diretorias e outros órgãos que funcionam na Assembleia. "A nossa instalação já não permite mais que continuemos aqui, porque não há mais espaços. Não compensa mais fazer investimentos nesse prédio atual. Esperamos a cooperação do Governo, para que seja doado um espaço e para que possamos construir uma nova sede", disse.

O presidente Ricardo Marcelo observou que a Paraíba hoje é único Estado do país onde sua Assembleia Legislativa não dispõe de uma nova sede. "Todos os outros estados fizeram uma sede nova, inclusive a Assembleia Legislativa do Maranhão foi concluída recentemente", ressaltou.

Ele lembrou que na gestão do ex-governador Cássio Cunha chegou a haver um entendimento com o Executivo, mas o terreno que seria doado tinha problemas ambientais e não foi possível dar continuidade ao projeto de construção da nova sede. "Vamos procurar parcerias. Se for preciso, partiremos para uma Parceria Público Privada (PPP). Acho inviável fazer investimentos no atual prédio. Aqui, não temos garagem, não temos espaços para os jornalistas, não temos espaços para funcionários e nem como recebem bem as pessoas que vêm aqui. Todos os gabinetes estão apertados", comentou.

Entidade e delegados aprovam permuta de terreno para construção da Acadepol e Central de Polícia

A decisão do Governo do Estado de permutar terreno para a construção de uma nova Academia de Polícia e do prédio da Central de Polícia em João Pessoa está tendo boa aceitação no meio da Polícia Civil. Uma das opiniões favoráveis é a do presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas Delegados de Polícia Civil da Paraíba – Adepdel, delegado Cláudio Lameirão. Ele disse que a entidade age em defesa dos interesses dos delegados, nunca contra o interesse público, pois, desta forma, confia e está ao lado do governador Ricardo Coutinho, bem como do secretário da Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima que têm feito esforços na recuperação, não só da melhoria estruturante da Polícia Civil e salarial dos delegados. “Temos a certeza que o atual governador será o melhor que já existiu para a Polícia Civil”, disse o presidente da Adepdel, ao enfatizar que quer também participar, como representante da categoria, do processo da construção.

O delegado disse que esteve em Campina Grande com o governador durante a inauguração da Central de Polícia, quando recebeu convite de Ricardo Coutinho para participar da transição e na discussão em relação à permuta. “Ele demonstrou estar aberto ao diálogo com toda a categoria, sempre pela melhor qualidade de trabalho da nossa polícia”, comentou.

A delegada Daniela Vicuuna, gerente da Delegacia Metropolitana da Grande João Pessoa, considera muito boa a decisão do governador. “A iniciativa do governador vai atender as reivindicações da Polícia Civil, tais como a construção de novos prédios para a Central de Polícia e Acadepol”, ressaltou.

Novo IPC - Além da Central de Polícia e Acadepol o Governo do Estado também já tem projeto para a construção de uma nova sede para o Instituto de Polícia Científica, que acontecerá em terreno na praia de Jacarapé, nas imediações do Bairro de Mangabeira. O diretor atual do IPC, perito criminal Humberto de Araújo Pontes, disse que o Governo do Estado está “acertadíssimo” em fazer a permuta. “Tenho a certeza que a decisão do governador está sendo bem recebida pela Polícia Civil como um todo”, lembrou Humberto ao acrescentar que o IPC tem instalações precárias.

Ele acredita que a sociedade está aprovando o projeto do governador Ricardo Coutinho e, com isso, já entregou o novo prédio da Central de Polícia de Campina Grande.

Projeto para permuta – Durante o evento de assinatura do novo Centro de Distribuição do Magazine Luiza em João Pessoa, o governador Ricardo Coutinho pediu que a Assembleia Legislativa vote o projeto sobre a permuta do terreno do Estado para a construção de um shopping em Mangabeira. Ele ressaltou que a permuta possibilitará o ganho de R$ 10 milhões para a construção de novos equipamentos como uma Central de Polícia, IPC e uma nova sede da Acadepol, além da geração de mais de três mil empregos.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

LDO é aprovada com 82 emendas

Com 82 emendas, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi aprovada, nesta quarta-feira (22), durante a última sessão deliberativa antes do início do recesso parlamentar. Do total de emendas, seis são oriundas das Comissões de Saúde e Constituição Participativa. Os 21 vereadores fizeram, na ocasião, esforço concentrado e limparam toda a pauta de votação prevista.
 A LDO prevê, além de metas e ações na administração direta e indireta, concursos públicos, ainda para este ano, nas áreas de saúde, para o magistério, Guarda Municipal e STtrans-JP. A sessão deliberativa durou quase seis horas e, no plenário, os parlamentares se revezavam na tribuna para fazer questionamentos, opinar e debater os projetos de lei e requerimentos que estavam na pauta.
 A LDO foi a última matéria a ser votada. O relator da matéria, vereador Jorge Camilo (PT), ocupou a tribuna da Casa para lê seu relatório, sendo aparteado e elogiado, pela forma como conduziu o processo, por vários vereadores, como Fernando Milanez (PMDB), líder da oposição; Tavinho Santos (PTB); Raíssa Lacerda (DEM); Sandra Marrocos (PSB); Bruno Farias (PPS), líder governista, entre outros.
Na sua explanação, Camilo lembrou o trabalho árduo, como relator, para analisar cada uma das emendas, levando em consideração a questão jurídica e constitucional. 
Fonte: CMJP

Vereador destaca a transparência no Legislativo da Capital

O vereador Benilton Lucena (PT) foi o entrevistado do jornalista Edmilson Lucena, no Jornal da Câmara (JC) desta quarta-feira (22), onde enfatizou a transparência dos trabalhos da Casa, em harmonia com as prerrogativas do Poder Executivo.

“O presidente da nossa Casa, vereador Durval Ferreira (PP), tem conduzido com muita maestria os trabalhos legislativos da cidade com efetiva transparência em uma boa relação com o Executivo Municipal demonstrando uma harmonia que só contribui para população de João Pessoa” afirmou o vereador.

O parlamentar também falou que defendia que os serviços públicos sejam realizados pelos servidores públicos, defendendo a “escolarização” na distribuição da merenda escolar da cidade, possibilitando uma melhor fiscalização dos serviços, além do “retorno das merendeiras do município que sempre realizaram seu trabalho com amor e dignidade”. Ele ainda informou a distribuição, por parte da prefeitura, de uma cartilha que norteará a nova distribuição da merenda escolar da Capital.

O pagamento antecipado de uma parcela do 13º salário a todos os servidores de João Pessoa, estendida a todos os prestadores de serviço, foi uma solicitação do vereador que também afirmou que conseguiu a redução da jornada de trabalho de oito para seis horas, assim como também a retirada da cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) dos contracheques desses prestadores de serviço.

O vereador ainda informou que solicitou ao prefeito Luciano Agra (PSB) a realização de um rodízio aos profissionais que trabalharão durante o recesso escolar nos Centros de Referência de Educação Infantil (Crei’s) ou a criação de uma gratificação temporária para esses servidores nesse período. O Ministério Público (MP) requereu à prefeitura que essas unidades continuem funcionando durante o próximo recesso escolar.

A mobilidade urbana da cidade também foi tema da entrevista do vereador que afirmou que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está empenhada nos estudos para elaboração de projetos a serem efetivados em médio e longo prazo na solução dos principais problemas do tráfego da cidade. 

Fonte: Assessoria da CMJP

Câmara aprova ‘Programa de Atendimento Integral e Humanizado para Mulheres’

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou, por unanimidade, projeto de lei que cria o ‘Programa de Atendimento Integral e Humanizado às Mulheres em Estado de Climatério ou Pós-Climatério’, na cidade de João Pessoa.

O projeto de autoria do vereador Benílton Lucena (PT) visa melhorar a qualidade de vida, garantindo a saúde física e mental das mulheres. O programa será coordenado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e implantado nas Unidades de Saúde da Família.

O programa facilitará realizações de exames e acompanhamento, enfatizando sintomatologia, antecedentes, pessoais e familiares, história alimentar, atividades físicas e história sexual; exames complementares considerados obrigatórios como: as dosagens do colesterol total e suas frações HDL e LDL, dos triglicerídeos e da glicemia; exames especiais como mamografia, ultra-sonografia pélvica e transvaginal com dopplerfluxometria, densidade óssea, assim como a coposcopia e citologia oncólica quando solicitados; orientação sobre a dieta alimentar e prática de exercícios físicos regulares e adequados; hormonioterapia individualizada; avaliação anual da relação risco e benefício da terapêutica empregada; acesso a alternativas que combatam os desequilíbrios do climatério sem os efeitos colaterais e riscos da reposição hormonal clássica.

De acordo com os diagnósticos médicos, os sintomas climatérios são decorrentes da baixa produção de estrogênio pelos ovários. Dependendo da mulher, os sintomas podem variar de intensidade.

Nem todas as mulheres apresentam as manifestações iniciais, como as ondas de calor, mas um grande número delas apresentará os problemas de longo prazo. Por esse motivo é importante que a mulher consulte seu médico quando chegar a esta importante fase da sua vida. As ondas de calor são os sintomas mais comuns e característicos do climatério, ocorrendo em 75% das mulheres. Essas ondas de calor ocorrem em geral na parte superior do tórax, pescoço e face. Ocasionalmente, a mulher pode sentir estas ondas de calor por mais de cinco anos.
Texto: assessoria do vereador

terça-feira, 21 de junho de 2011

Governador faz entrega da nova sede da Central de Polícia de CG

O governador Ricardo Coutinho entregou no final da manhã desta terça-feira (21) a nova sede da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Central de Polícia de Campina Grande), que abrange 33 municípios da região e beneficiará uma população de 800 mil habitantes. O governo investiu R$ 1,4 milhão na estrutura do prédio e mais R$ 500 mil em equipamentos.     
           
Durante o discurso de inauguração, o governador Ricardo Coutinho destacou a redução em 10% das taxas de homicídio em Campina Grande e 12% na região da Borborema. Ele lembrou que as obras da delegacia estavam paradas desde agosto do ano passado e que nos primeiros dias da gestão determinou prioridade na continuidade da reforma da Central de Polícia.  “Uma instalação como essa serve para espalhar a credibilidade da segurança junto à população. É um espaço amplo, confortável, estrategicamente bem localizado, que possibilitará que o governo atinja a meta de reduzir a criminalidade”, completou.  
        
Ricardo explicou que, com exceção da região metropolitana de João Pessoa, nos últimos anos vem registrando um aumento gradativo nos índices de criminalidade, todas as regionais de segurança do Estado registraram redução no número de crimes. “Não se reduz a criminalidade por meio de decreto, de lei. É um trabalho constante das policiais e é preciso dotá-la da infra-estrutura necessária. Para isso, estamos adquirindo mais 100 carros novos para a PM, melhorando e informatizando as delegacias. Em cinco meses de gestão, isso é algo que deve ser considerado como um salto importante graças ao esforço que temos feito para diminuir a criminalidade”, enfatizou o governador.  
       
Durante a visita ao novo prédio, o governador Ricardo Coutinho, acompanhado da primeira Dama do Estado, Pâmela Bório, e do vice- governador, Rômulo Gouveia, visitou as instalações da Central de Polícia. No local, está instalada a Delegacia de Homicídios, a Delegacia de Roubos e Furtos, a Delegacia de Vigilância Geral, Delegacia da Infância e Juventude, Delegacia de Crimes contra a Infância e Juventude, Delegacia da Mulher, Delegacia de Defraudações, Delegacia de Acidentes de Veículos, auditório e carceragem, além de um plantão centralizado, que vai funcionar 24h, todos os dias.
 
O secretário de Segurança do Estado, Claudio Lima, que também esteve no local, comemorou a iniciativa. “Campina Grande possuía a pior regional de segurança com o prédio ameaçando desabar e com equipamentos antigos. Graças ao investimento desse governo, a nova central foi entregue ao povo e está pronta para começar a funcionar”, destacou.  
       
Claudio Lima ressaltou que o novo equipamento e o reaparelhamento possibilitarão melhores condições de trabalho para a polícia e mais força para combater a criminalidade. Ele destacou que reformas e construções de outras delegacias estão em andamento, a exemplo das de Catolé do Rocha, Araçagi, Araruna, Passagem, e Delegacia da Mulher de Sousa.

Serviço:                                            
O novo prédio da Central de Polícia fica localizado na Avenida Raimundo Nonato de Araújo, s/n, no bairro do Catolé e conta com uma área de 7.231,08 m2, sendo 1.559 m2 construídos.

Autoridades debatem melhorias para o Conselho Antidrogas


 
Integrantes do Conselho Municipal Antidrogas de João Pessoa, se reuniram nesta segunda-feira (20), com o Secretário de Desenvolvimento Social Lau Siqueira e o Secretário Adjunto Antônio Jácome, para debaterem a precariedade das condições estruturais do Conselho que é a instância responsável pela articulação de políticas públicas sobre drogas, coordenação das ações e fiscalização, cujo vínculo com o Município se faz diretamente com o gabinete do Prefeito.

De acordo com a presidente do Conselho, a psicóloga Rizonete Gomes, desde fevereiro todos aguardando uma audiência para tratar de melhorias para a Unidade, e finalmente, nesta segunda-feira, no Gabinete do Secretário de Desenvolvimento Social o Conselho foi convidado para a reunião quando tratou dos encaminhamentos aos problemas apresentados pela Presidente do Conselho juntamente com alguns Conselheiros: Geraldo Amorim (Câmara Municipal) Lawrencita Espínola(UFPB) e Fabiana Uchoa (Seccretaria de Educação).

O vereador Geraldo Amorim, considerou a reunião positiva pela importância que tem o Conselho Municipal Antidrogas, que inclusive, foi um projeto de lei de sua autoria aprovado por unanimidade e sancionada pelo então prefeito Ricardo Coutinho. “Nada melhor do que termos pessoas preocupadas em debater e, sobretudo, buscar soluções para os problemas existentes na nossa cidade. Principalmente quando se trata do combate às drogas que tem causado tanto mal para a população”, ressaltou Amorim.

Durante a audiência foram entregues ao Secretário Lau Siqueira, um relatório da 1ª Conferencia Municipal de Prevenção ao uso de Drogas, realizada em 2011; Cumprimento da Lei de criação do COMAD e de seu Regimento Interno; Disponibilidade de funcionamento para manter o Conselho aberto diariamente; Equipamentos e recursos assegurados (proposta do Recurso Municipal para Políticas sobre Drogas), cuja competência é do Poder Executivo apresentar proposta para ser votada pelo Legislativo. Após ouvir os conselheiros, o secretário garantiu que não medirá esforços para oferecer estabilidade ao Conselho.

Já a presidente do Conselho Rizonete, espera que no início do mês de julho próximo o funcionamento do Conselho já conte com uma nova condição e possa dar prosseguimento às ações planejadas. “No momento em que assistimos interesses voltados para liberar “a marcha da maconha”, nós  precisamos nos organizar para as ações de enfrentamento aos problemas que a família e os usuários de substâncias psicoativas vivenciam”, finalizou

segunda-feira, 20 de junho de 2011

ALPB aprova quatro projetos de lei e uma MP, com entendimento do Colegiado de Líderes

A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou, durante sessão extraordinária na tarde desta segunda-feira (20/06), quatro projetos de lei e uma Medida Provisória encaminhadas pelo Poder Executivo.  Antes da sessão, o deputado Ricardo Marcelo (PSDB) reuniu o Colegiado de Líderes em seu gabinete e firmou acordo para votação das matérias.
Foi nessa reunião do Colegiado, inclusive, que ficou estabelecido, por consenso, que o projeto que dispõe sobre permuta de terrenos não iria constar da pauta de votação. A reunião foi comandada pelo próprio Ricardo Marcelo, no gabinete da Presidência da ALPB.
A única matéria retirada de pauta em plenário, antes da apreciação, foi o projeto nº 175/2011, por falta de parecer do relator da matéria, o deputado estadual Frei Anastácio (PT), que não compareceu a sessão. A matéria altera dispositivo da Lei nº 7.419, de 15 de outubro de 2003, que trata de Medida Provisória que visa adequar a recente decisão do STF, sobre o piso nacional dos profissionais de Educação. Com isso, o Governo do Estado Institui R$ 926,17 como vencimento básico para jornada de 30 horas.
Entre as matérias aprovadas, destaca-se o projeto nº 174/2011, que autoriza a utilização de recursos remanescentes do Programa Emergencial de Financiamento aos Estados e ao Distrito Federal. A matéria em questão trata-se de Medida Provisória que propõe alteração do anexo Único da Lei nº 8.860, de 15 de julho de 2009, que autorizou o governo do estado a contrair empréstimo com o BNDES – PEF -2.
Os deputados aprovaram também o projeto nº 252/2011, que autoriza o Poder Executivo a abrir crédito especial no valor de R$ 12.438.127,26, com o objetivo de realizar despesas conseqüentes da alteração do Plano de Trabalho que define as ações em que deve ser gastos  os recursos do empréstimo com o BNDES -PEF -1.

Deputados adiam votação de projeto e destacam articulação do presidente da ALPB

Deputados de oposição e situação se reuniram nesta segunda-feira (20/06) no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo (PSDB), e decidiram adiar a votação do projeto de autoria do governador Ricardo Coutinho que pede autorização para trocar a área onde está localizada a sede da Academia de Polícia, em Mangabeira, na Capital, por um terreno no conjunto Ernesto Geisel, que é de propriedade privada.
Na reunião, o deputado Gervásio Maia (PMDB) disse que o projeto teria que passar pela comissão de Orçamento, que ele preside, mas que só havia recebido a matéria nesta segunda e, por isso, teria que dar um parecer oral, o que ele se negou."Não temos como fazer essa votação hoje, porque faltam informações. Quem fez o laudo de avaliação?”
O líder da bancada governista, Lindolfo Pires (DEM), criticou o adiamento da votação. "Se fosse para uma empresa de fora vir para cá, todo mundo estava soltando fogos", disse. Mesmo assim, para ele não existe prejuízo em deixar a votação do projeto para depois do recesso.
Após a reunião, os deputados Aníbal Marcolino (PSL), Francisca Motta (PMDB), Gervásio Filho (PMDB), Trócolli Júnior (PMDB), entre outros, elogiaram a postura do presidente da ALPB. Destacaram a articulação para que os parlamentares pudessem votar os projetos em pauta e, ao mesmo tempo, permitir um debae mais amplo sobre a matéria que estava causando polêmica entre as bancadas de oposição e situação.
O Governo chegou a enviar à Assembleia o secretário da Casa Civil, Lúcio Flávio, para que ele convencesse os deputados da importância da votação. "Trata-se de uma operação normal. É uma permuta vantajosa para o Estado e para a Paraíba”, garantiu.
O projeto
Na última quarta-feira o governador enviou à Assembleia Legislativa um projeto de lei (o 277/2011) pedindo autorização para trocar a área onde está localizada a sede da Academia de Polícia.
Apesar da matéria ter sido enviada na última semana de atividade parlamentar deste semestre, o Executivo parecia ter pressa em vê-la aprovada e em nome disso tentou executar uma 'manobra' com a bancada de situação, tentando fazê-la ser votada hoje.
O projeto de autoria do Governo do Estado tem alguns pontos controversos. De acordo com nota distribuída pela Secretaria de Comunicação, no domingo, ele prevê uma permuta entre o Estado e a Futura Negócios Imobiliários e o Manaíra Shopping.
O poder público cederia a área da Acadepol e, em troca, teria uma outra na BR 230, na entrada do Geisel. O governador alega que utilizará o terreno para construir novas sedes para academia, para o Instituto de Polícia Científica e para a Central de Polícia. Porém, não explica que o terreno de Mangabeira tem 80 mil metros quadrados, enquanto o do Geisel dispõe de apenas 43 mil metros quadrados

Deputados votam nesta 2ª feira projeto do Executivo

No último dia de atividades de plenário do primeiro semestre, a Assembleia Legislativa realiza sessão extraordinária à tarde para votar um pedido de autorização do Governo do Estado, no valor de R$ 12 milhões. A sessão acontece a partir das 14h30 desta segunda-feira (20.06).

O presidente da ALPB, deputado Ricardo Marcelo, já comunicou aos parlamentares da convocação para apreciação e votação da matéria.

Na segunda-feira, regimentalmente, não há sessão ordinária. Por isso mesmo, para que haja votação de matérias, deve ocorrer a convocação de sessão extraordinária.

Os recursos são de empréstimos realizados ainda no governo José Maranhão junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Eles serão usados basicamente nas obras do Centro de Convenções e do Binário da Avenida Liberdade, em Bayeux.

Na sessão extraordinária desta segunda à tarde, também deve ser incluída uma Medida Provisória que dispõe de um novo plano de aplicação de recursos do BNDES.

Fonte: Assessoria

domingo, 19 de junho de 2011

Governo vai construir nova Acadepol e Central de Polícia na entrada do Geisel

 


O Governo do Estado vai construir uma nova Academia de Polícia e o Instituto de Polícia Científica na entrada do conjunto Ernesto Geisel, onde pretende também instalar o prédio da Central de Polícia, que hoje funciona precariamente perto do terminal rodoviário. Projeto de lei neste sentido foi enviado à Assembleia Legislativa e deverá ser votado antes do recesso parlamentar, pedindo autorização para permutar esta área com o terreno onde fica hoje a Acadepol, em Mangabeira.

De acordo com a procuradora do Estado, Livânia Farias, a troca é com o grupo Futura Negócios Ibobiliários e com o Shopping Manaíra, que pretendem construir um grande empreendimento em Mangabeira. Para efetuar a permuta, após autorização da Assembleia e mediante laudos da Suplan, o Estado terá que receber 100% a mais do valor da diferença entre os dois terrenos, possibilitando assim a construção dos equipamentos de segurança.

O projeto prevê, ainda, que o terreno no Geisel só permite investimentos na área de segurança pública e que a permuta só se concretizará quando a Acadepol já estiver instalada no outro local. “É uma área densamente povoada, que precisa de mais ação da polícia, além de economizarmos recursos, por isso nossa opção em construir tudo concentrado na entrada do Geisel”, disse a secretária.

Com relação ao novo empreendimento privado que será construído onde hoje funciona a Acadepol, a secretária disse que aquela região tem forte apelo comercial e considera importante a vinda de fábricas, empresas e comércio, que venham gerar emprego e renda para os paraibanos, tendo em vista a forte competitividade entre os estados em atrair investimentos nesse momento de expansão da economia nordestina.

Livânia Farias disse que este ano o Estado deve investir de 7 a 8 % de seu orçamento com segurança pública, uma prioridade hoje da população. Ela anunciou, também, que o novo prédio da Central de Polícia de Campina Grande será inaugurado na próxima terça-feira, 21, pelo governador Ricardo Coutinho.